sábado, 31 de dezembro de 2011

Escolha

Flutuo suave nas mudanças que aceito ao mesmo tempo em que me arrastam as a que resisto.

Gugu Keller

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Virtual

Mesmo jamais a tendo visto de perto, já não sei de lugar onde ela não esteja.

Gugu Keller

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Madrugada Urbana

Ao lado do canivete semi-aberto, o corpo, o copo e o codicilo. E, no apartamento logo abaixo, a mulher solitária e seu pênis de borracha.

Gugu Keller

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Em Cacos

O sorriso dela é um macaco travesso. O meu coração, uma loja de cristais.

Gugu Keller

domingo, 25 de dezembro de 2011

Humildade

Nesta vida de erros e acertos, todo erro com que se aprende é um acerto, e todo acerto com que se esnoba é um erro.

Gugu Keller

sábado, 24 de dezembro de 2011

Noite Feliz

Decerto encorajado pelo fato de ser praticamente obrigatório nesta época do ano um exacerbado aumento na nossa usual atitude de fingir solidariedade, união, compaixão e amor ao próximo, deixo de lado o óbvio fato de eu, flagrante e inegavelmente, através da minha sempre covarde e confortável omissão, ser apenas mais um a compactuar com toda a nossa hipocrisia coletiva, com toda essa tão clara e contundente indiferença, com todo esse egoísmo, essa ganância e essa tão covarde injustiça, com todas essas tantas mentiras, falácias e preconceitos odiosos, e, cinicamente, com meu sorriso amarelo de novo repleto da popularmente chamada "cara-de-pau", desejo a todos, indistintamente mundo afora, um feliz natal de muita paz e harmonia!

Gugu Keller

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

domingo, 18 de dezembro de 2011

Três Desejos

Fiquei tão mal quando, na última sexta-feira, vi na televisão esse terrível vídeo, que a todos nós tanto chocou, em que a enfermeira Camila Corrêa de Moura, da cidade de Formosa, em Goiás, aparece golpeando o pobre e indefeso yorkshire com extrema crueldade, levando-o, como posteriormente se informou, à morte, que fiquei pensando o que para ela eu desejaria... Concluí que lhe desejo três coisas: tetraplegia irreversível, câncer generalizado e uma profunda e infinita solidão pelo resto de seus dias!

Gugu Keller

sábado, 17 de dezembro de 2011

Oba!!!

Dizem-me pessimista. Discordo. Tendo a crer que, justamente ao contrário, todos os que temos um mínimo de percepção acerca da realidade humana e não nos suicidamos somos notória e contagiantemente otimistas.

Gugu Keller

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

O Que?

Às vezes a única resposta de que precisamos é a que nos diga que pergunta afinal devemos fazer.

Gugu Keller

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

domingo, 11 de dezembro de 2011

Reativo

Não importa o quê, mas o como, e nem o onde, o quando ou o por quê, mas o com quem.

Gugu Keller

sábado, 10 de dezembro de 2011

Palavras

Quero, com palavras, despir-me destas roupas... Com palavras, despir-me destes pêlos, desta pele, destas unhas e cabelos... Quero, com palavras, esvaziar-me do meu sangue... Saliva, sêmen, sonhos, secreções... Necessito, em palavras, ver-me derreter... Ossos e órgãos, tecidos e músculos... Lágrimas... Palavras... Eu... Esvair-me em palavras até que seja apenas vácuo...

Gugu Keller

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Starting Over

A única coisa que me restava para desistir era daquela minha total desistência, e foi assim, dela então desistindo totalmente, que tudo afinal começou...

Gugu Keller

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Mãos Lavadas

Seja através do silêncio dos alienados, seja através do discurso dos hipócritas, é impressionante como todo esse pseudo-cristianismo mundo afora, e no Brasil sobretudo, veementemente e cada vez mais, segue a clamar pela soltura de Barrabás...!

Gugu Keller

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A Festa da Torcida

Algo sobre o que detesto refletir é o futebol. Sim, isso mesmo. Afinal, que me corrija quem discordar, é tão nítido para quem tem o mínimo senso de percepção que tudo o que o envolve é mantido por interesses políticos e econômicos escusos, que os resultados são freqüentemente manipulados, que os lucros das grandes corporações que o patrocinam estão acima de qualquer senso de esportividade, que as disputas pelos direitos de transmissão são sempre obscuras e desleais, que as arbitragens não são sérias, que o respeito ao torcedor que freqüenta os estádios simplesmente inexiste etc, e, mesmo assim, confesso, não consigo ficar alheio aos grandes jogos, às grandes disputas, aos grandes campeonatos e às discussões e brincadeiras que no cotidiano tanto marcam a sadia rivalidade entre as torcidas. Pois é. O futebol é mesmo apaixonante e, mesmo ciente de toda essa tão triste quanto escancarada podridão, confesso que não consigo, no calor de um grande jogo, evitar ser por ele seduzido, ainda que, a rigor, tudo não passe de uma óbvia e covarde farsa, de uma calculada e lucrativa encenação, de um alienante e maquiavélico engodo. Talvez, como alguém já disse, a vida afinal não seja mesmo possível se não nos deixarmos enganar ao menos um pouco... Talvez... Mas detesto pensar a respeito...

Gugu Keller

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

2012

Ao mesmo tempo em que, sob inúmeros aspectos, todo dia é o fim do mundo, cada momento é, sob inúmeros outros, apenas o seu começo.

Gugu Keller

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Só Há Um Nós

Tanto quanto cada ser é único, única é a cumplicidade possível entre cada dois.

Gugu Keller

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Reposicionando

Permito-me voltar atrás, inclusive com relação ao que havia voltado atrás.

Gugu Keller

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Ditadura Civil

Se a ditadura militar no Brasil durou 21 anos e jamais se assumiu como tal, pior faz a civil, que já dura 26 e, mais do que tampouco se assumir, ainda se auto-proclama um modelo de estado democrático de direito.

Gugu Keller

domingo, 27 de novembro de 2011

Pé na Estrada

As grandes viagens que fiz na vida foram todas para o interior de mim mesmo.

Gugu Keller

sábado, 26 de novembro de 2011

Necrópole

A vida é um cemitério de ontens, em cuja floricultura à porta freqüentemente gastamos fortunas.

Gugu Keller

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Homilia

Como quase todo faz de conta, a religião é algo essencialmente infantil.

Gugu Keller

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Mão Dupla

Loucura e lucidez são, num tão óbvio quanto desastroso equívoco humano, apenas uma questão de maioria e minoria.

Gugu Keller

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Nosferatu

A ansiedade é um vampiro interno que nos suga o momento presente, a rigor tudo o que temos.

Gugu Keller

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Indizível

Como eu queria conhecer palavras que servissem para o meu desabafo...

Gugu Keller

domingo, 20 de novembro de 2011

Redesencontro

Ela dizia palavras-tijolos, que, misturadas a uma saliva-cimento, formavam intransponíveis frases-muros, e eu, que, talvez inebriado de desejo, vislumbrara naquela boca a enfim saída, lá ainda estava, eterna e novamente enclausurado.

Gugu Keller

sábado, 19 de novembro de 2011

Impetuoso

Todas as virgindades que, ingênuos, tentamos manter invariavelmente acabam tomadas pelos constantes e devastadores estupros a que nos submete o tempo.

Gugu Keller

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Novembrada

Mais triste do que a incapacidade de interpretar uma conjuntura sócio-política dos tantos que têm acusado os alunos que protagonizaram os acontecimentos na usp de serem rebeldes sem causa é observar o quanto este país tem sido profícuo em causas sem rebeldes.

Gugu Keller

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O Demônio do Medo

Por paradoxal que soe, o nosso único inimigo real é justamente o que é imaginário.

Gugu Keller

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

domingo, 13 de novembro de 2011

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Singular Plural

Mesmo quando considero apenas a minha própria opinião, freqüentemente não encontro unanimidade.

Gugu Keller

sábado, 5 de novembro de 2011

Que País É Este?

Respondendo refletidamente à tua histórica e catártica pergunta, meu grande e caro Renato Russo, eu diria que, tamanhas são a injustiça e a hipocrisia que entre nós imperam, que este é o país que, dentre todos os do globo, melhor retrata o lado mais sombrio do ser humano.

Gugu Keller

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Lula no SUS

Concordo que muitos dos comentários irônicos que têm fartamente pipocado na internet a respeito da doença do ex-presidente Lula e do fato de ele ser um homem cuja posição garante acesso ao que há de melhor em termos de recursos médicos beiram o mau gosto, para não dizer a estupidez e o preconceito. Creio, contudo, que, em se considerando a vergonha que é a saúde pública no Brasil e o quão falacioso se tornou o discurso socialista do pt depois que ele assumiu o poder, fica muito difícil esperar que tais ironias não aconteçam.

Gugu Keller

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Lixo Humano

As prisões no Brasil não são para os criminosos, mas para os socialmente indesejáveis.

Gugu Keller

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Agora!!!

2 de novembro. Reflitamos. Cedo ou tarde, todos estaremos entre os homenageados desta data.

Gugu Keller

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Agora!

O vício de adiar nos leva à desesperadora tragédia que é a tardia constatação do tempo perdido.

Gugu Keller

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Coração-Universo

Quando o assunto é sentimentos, por mais que desabafemos, resta sempre um inifinito a ser dito.

Gugu Keller

domingo, 30 de outubro de 2011

O Lobo e o Galinheiro

Os terríveis acidentes de trânsito, provocados sobretudo pelo consumo de álcool, que amiúde vemos nos noticiários ceifarem tantas vidas inocentes têm provocado, com toda razão, muitas discussões acerca da legislação aplicável a essas ocorrências e da urgente necessidade de uma fiscalização mais enérgica por parte do estado. Contudo fico pensando... Sendo os órgãos responsáveis pelo gerenciamento do trânsito país afora os antros de corrupção que todos bem sabemos, até porque inúmeras reportagens televisivas já cansaram de o mostrar, que condições morais tem o estado brasileiro para fiscalizar o que quer que seja nessa área? Aliás, pegando também o gancho dos acontecimentos da última semana no campus da usp, cabe aqui uma analogia relativa à questão das drogas... Têm as nossas autoridades estofo moral para pretender punir usuários de droga quando é tão notoriamente sabido, o brilhante documentário do ex-presidente fhc bem o mostrou, que o tráfico está organizada e lucrativamente instalado em todas as prisões do nosso país? Parece que caímos de novo na velha teratologia a que neste espaço tanto já me referi, qual seja, para nossa contínua perplexidade, o maior descumpridor da lei a pretendendo a nós impor...!

Gugu Keller

sábado, 29 de outubro de 2011

Democracético

Não é que eu não acredite na democracia. Ao contrário, em tese a defendo com unhas e dentes. Na prática, contudo, como é, creio, de extrema clareza para qualquer observador com um mínimo de lucidez, ela se mostra, mais e mais a cada dia, absolutamente incompatível com a ganância e a hipocrisia humanas.

Gugu Keller

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Escreviver

Eu esmurro muros
E afago a faca
E alitero mágoas
Tão amargas águas
Onde adorno a dor
Deste nadar no nada

Gugu Keller

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Desamor

Meu coração é um traste triste que aos tropeços atrofia
E é a treva
E é a trava
Tanatotântrica trovoada

Gugu Keller

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Vitrines e Vitrais

A religião e a moda são conceitos semelhantes quanto à finalidade. Aquela produz gigantescos lucros a partir da ignorância humana. Esta, o mesmo a partir da sua futilidade.

Gugu Keller

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Falácia

A atual exaltação da economia brasileira, feita aos quatro ventos num tom de "nunca estivemos tão bem", ao mesmo tempo em que cotidianamente acompanhamos nos jornais a situação calamitosa da saúde ou da educação pública, a degradação das estradas, dos presídios, dos meios de transporte públicos, dos portos e aeroportos etc, além da total falência institucional do país, com a corrupção, o descaso e a impunidade às claras tomando conta de tudo, soa-me como pretender festejar uma bela pintura metálica feita na lataria de um carro com o motor fundido.

Gugu Keller

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Spray & Roll-On

Usamos o desodorante da falsidade para as ácidas verdades que, sufocados, transpiramos.

Gugu Keller

sábado, 8 de outubro de 2011

Educação

Se você quer que seu filho se torne alguém bem sucedido e socialmente respeitado, não deixe de prepará-lo com os principais valores modernos, como o cinismo, a hipocrisia, o egoísmo e a indiferença para com o próximo!

Gugu Keller

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Cabresto

Voto obrigatório num país que se pretende uma democracia soa para mim como forçar as pessoas a periodicamente caminhar uma determinada distância em nome do seu direito de ir e vir.

Gugu Keller

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Corda Esticada

Minha vida é um constante e disputadíssimo cabo de guerra. De um lado, desejos e instintos. Do outro, acomodações e medos.

Gugu Keller

domingo, 2 de outubro de 2011

sábado, 1 de outubro de 2011

Um Outro Outubro

Não há razão para pressa
E nem tempo a perder
Nem sentido em qualquer crença
E nem tampouco o que temer

Gugu Keller

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Regra Um

Se, no Brasil, alguém quiser ser, como hoje se costuma dizer, politicamente correto, a primeira coisa que deve fazer é manter-se longe da política.

Gugu Keller


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Lacaniana

Meu coração é uma coruja diurna. Meus vícios e ela, o bodoque e as pedras.

Gugu Keller

terça-feira, 27 de setembro de 2011

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Rédeas no Nada

Perdi muito da minha vida na ilusão de que a pudesse de algum modo controlar.

Gugu Keller

sábado, 24 de setembro de 2011

ONU

Tendo-se nesta última semana tanto falado em ONU, com a presidente Dilma tendo sido a primeira mulher a fazer o discurso de abertura numa reunião de líderes, gostaria de, aproveitando este meu pequeno espaço, expressar a minha humilde opinião no sentido de tratar-se de uma instituição que, desde a última invasão do Iraque por americanos e ingleses, tornou-se totalmente desmoralizada, desprovida de qualquer sentido para sequer continuar a existir. Sim. Afinal, com o pretexto de que aquele país tinha em seu poder armas de destruição em massa, tal absurda invasão, que aconteceu em total desrespeito à sua decisão, causou, além de uma completa devastação de inúmeras cidades, a morte de centenas de milhares de inocentes e ainda promoveu a exibição para um mundo perplexo e indignado de incontáveis e crudelíssimas cenas de covarde tortura contra os infelizes que eram feitos prisioneiros. Por fim, não tendo sido encontradas as tão alardeadas armas que justificariam a carnificina, os próprios líderes americano e inglês, na época Bush e Blair, admitiram publicamente que tal se tratava de uma deslavada mentira! E, aí, vem a óbvia pergunta... O que ONU fez a respeito? Excluiu, como seria de total obviedade, os EUA e a Inglaterra de suas fileiras, ou, ao menos, pensou em algum tipo de sanção contra eles? Cogitou em levar essas duas figuras, como amiúde faz com outras quando politicamente lhe interessa, a julgamento por uma corte internacional sob a acusação de crime contra a humanidade? Não! Nada! Não fez absolutamente nada! Ficou tudo por isso mesmo, como se nada de mais grave tivesse acontecido! Eis a razão por quê, meus amigos, a ONU, para mim, não tem nenhuma estofo moral para sequer ainda existir, e eu, se fosse o presidente do Brasil, jamais em sua pomposa e elegante sede poria os meus pés...!

Gugu Keller

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Primavera em Camobi

O teu vir à minha vida viabiliza o inviável
O meu te amar possibilita o impossível
Faz-me provar o mais profundo do improvável

Gugu Keller

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

terça-feira, 20 de setembro de 2011

(Vida & Obra) & Ela

Um dia haverei de escrever um livro contando, tão detalhadamente quanto possível, a pequena história da minha vida. Darei extrema importância, é claro, ao que há de mais belo na existência de qualquer um de nós, ou seja, o amor. Concluído o livro, pegarei dele todas as palavras e darei cada uma a uma diferente pessoa. Depois, num local para tanto suficientemente grande, reunirei todas essas pessoas para que, a um sinal meu, gritem, com toda a força de seus pulmões, cada uma a sua palavra. E o som que se ouvirá será o nome dela.

Gugu Keller

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

sábado, 17 de setembro de 2011

Fidelidade + Criatividade

A sempre com uma diferente apenas o de sempre, prefiro com a de sempre o sempre diferente.

Gugu Keller

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Eu Te Amo, Porra!!!

É curioso como um coração apaixonado nunca se sacia de, cada vez de um modo mais pungente, declarar-se ao ser amado.

Gugu Keller

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Doravante

Eu não tenho mais pressa, e nem perco mais tempo, e já não quero ter tudo, e nem desisto de mais nada.

Gugu Keller

terça-feira, 13 de setembro de 2011

64

Por mais que eu sonhe com democracia e liberdade, meu coração é uma ditadura fechada e extremista, onde, com altivez e mão de ferro, soberana ela governa vitalícia.

Gugu Keller

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Religião

Deus é um instrumento abstrato através do qual cada um tenta impor aos demais alguma versão, em regra ingênua e contraditória, para mistérios cujo deslinde claramente nos são inacessíveis.

Gugu Keller

domingo, 11 de setembro de 2011

Dez Anos

Passados dez anos dos atentados, se analisarmos as reações a eles vieram, temos que, entre terroristas e os que, dizendo-se "do bem", afirmam lutar contra o terror, já não há como saber quem é quem.

Gugu Keller

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Fluxo Fluoxetina

Nada é mais relativo do que a loucura. Talvez tanto quanto o seja a lucidez.

Gugu Keller

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A Denial

Como bem ilustra o último verso da mais famosa canção de Kurt Cobain, minha vida tem sido, acima de tudo, sempre com uma estranha e densa mistura de dor e alívio, uma constante recusa a tudo o que insistentemente me é imposto.

Gugu Keller

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

domingo, 4 de setembro de 2011

sábado, 3 de setembro de 2011

Serviço Funerário & O Samba do Crioulo Doido

Acho bastante interessante quando uma determinada categoria de funcionários públicos, como atualmente os do serviço funerário aqui de São Paulo, entra em greve porque o estado não lhes concede os reajustes salarias garantidos em lei, e aí vem a justiça e decide que a greve é ilegal!!! Para mim, isso soa como se lhes dissessem... "Caralho, seus merdas! Vocês não sabem que é proibido falar palavrão nesta porra?!?"

Gugu Keller

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Uva & Vinho

Grande parte das experiências da vida só adquirem sentido quando há muito já são passado.

Gugu Keller

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

domingo, 28 de agosto de 2011

Words & Relief

Minha vida se resume em escrever. De resto, apenas busco alívio.

Gugu Keller

Primavera Árabe

Com a queda de Gaddafi, todos parecem ficar pasmos conforme vão sendo contados detalhes sombrios de sua tirania insana. Mas não falta dizer que, absolutamente, ele não há de ter feito sozinho nada daquilo?

Gugu Keller

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Afrontando a Caretice

Tomara eu tivesse uma namorada com um pai bem careta, quadrado e conservador, evangélico talvez, que, num tom grave e ameaçador me perguntasse quais as minhas intenções para com sua filha... Eu lhe olharia bem nos olhos e diria solene... Sexo anal!

Gugu Keller

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Adolescência

Como fase em que começamos a adquirir maturidade, a adolescência é quando vamos aos poucos percebendo que tudo o que na infância ouvimos falar sobre fraternidade, amor ao próximo, cooperação entre os povos, seriedade institucional, valorização da honestidade, vitória do bem sobre o mal etc, é uma grande mentira, ao passo que o que escutamos sobre violência, fome, indiferença, guerras, tortura, indigência, injustiça e tudo mais, isso sim, é clara, absoluta e gigantescamente verdadeiro.

Gugu Keller

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Voz Sem Som

As vantagens do escrito sobre o dito são a permanência e, sobretudo, o silêncio.

Gugu Keller

domingo, 21 de agosto de 2011

Estado Democrático de Direito

Como pode um estado nos pretender impor a lei quando ele próprio, clara, notória e continuamente, é o primeiro que a descumpre? Eis a perplexidade! Eis a aberração!

Gugu Keller

sábado, 20 de agosto de 2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Escrevi P/ Ela

Eu te olho e te vejo ser tão linda
E criança eu ainda sou por ti
Eu escuto a tua voz tão melodia
E o meu dia há de sempre ser aqui
Eu por fora me visto de sorriso
E por dentro eu queimo de emoção
E me sinto com tudo o que preciso
E me agarro inteiro à tua mão

Eu te olho e me prendo em teu olhar
Tu és tudo e já nada resta meu
Eu te vejo tão bela passear
Nos meus sonhos a cada anoitecer
Eis aqui meu viver de só ser teu
Pelo breu eu caminho a me perder
E, no brilho dos teus olhos, posso ver
A luz de um novo sol que assim nasceu

Se a manhã for gelada, tu és fogo
E, se for madrugada, és luar
Sem te ver, minha vida é um jogo
E, te vendo, um passeio pelo céu
Por teu mel sou um urso a vaguear
A andar, a correr, estar ao léu
Princesa envolvida em lindo véu
Me deixe nos teus ombros descansar

O sol forte entre as nuvens a brilhar
Se confunde ao teu doce esplendor
Tua presença satura de amor
Alma pura em luz a me esquentar
Faz-se festa no mundo com o teu sim
E uma lágrima por tua atenção
Se eu nada tiver, te dou a mão
E, se só o coração, o tens de mim

E, se a noite ainda sempre chega fria
Nunca esfria o meu tanto te querer
Verte quente o meu pranto à ventania
Mas vigia este canto, o teu poder
E eu espero o sol mais uma vez
A trazer-te com ele de manhã
Mais um dia azul como teu fã
Para sentir de novo a tua tez

Hoje eu vivo apenas de te olhar
Te tocar e me encher de emoção
Já não há dia mais sem tua visão
Nem qualquer outra ação sem te abraçar
O teu abraço é para mim o pão
E tua presença, o meu respirar
Não vou mais largar a tua mão
Vou ser sempre um truão a te amar

Gugu Keller

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Amor Distante

A cada dia ela se manifesta numa diferente mudez, e vem a mim como uma diferente ausência. E eu, mais e mais apaixonado, ouço dela a cada dia um diferente silêncio, e me sinto, mais e mais, a cada dia, afundando num diferente vazio.

Gugu Keller

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

domingo, 14 de agosto de 2011

Quadrilátero Saudade

A vida longe dela se resume a quatro coisas... Frio, silêncio, escuridão e eu.

Gugu Keller

sábado, 13 de agosto de 2011

Propagandas & Mentira

Já repararam que interessante como todas as propagandas de creme dental dizem que o seu produto é de longe o mais recomendado pelos dentistas, sendo que, quando você a eles pergunta a respeito, todos dizem que é tudo a mesmo coisa?

Gugu Keller

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Coração & Glândulas

O amar é sobretudo glandular. É por alguém suar, salivar, lacrimejar, gozar. Como, sem parar nem me cansar, por ela, eu.

Gugu Keller

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O Sistema

O Brasil é um cruel parasita dos seus excluídos para o farto sustento dos seus excelências.

Gugu Keller

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

domingo, 7 de agosto de 2011

Triênio

Esses perfeitos peitos teus, aos liqüefeitos olhos meus, são feito doces camafeus, ateus apogeus de deus.

Gugu Keller

sábado, 6 de agosto de 2011

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Dolo Eventual

Tem sido bastante comum, com os gravíssimos acidentes de trânsito que tristemente vemos matar e mutilar pessoas todos os dias em nosso país, ouvirmos algum repórter televiso dizer que o causador da batida, por estar dirigindo embriagado e/ou em altíssima velocidade, será "indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar". Bem, acho que não é preciso pensar muito para se chegar à conclusão de que isso é uma grande besteira. Afinal, por mais absurda e criminosa que seja a conduta de alguém que dê causa a um acidente de trânsito que acabe em morte, é absolutamente óbvio que, salvo em exceções muito específicas, tanto não acontece com a intenção de matar, até porque muitas vezes é o próprio condutor quem morre ou gravemente se fere, não é verdade?

Então, de tanto ouvir isso nos noticiários, hoje mesmo o ouvi, creio que, para quem não é da área jurídica, vale uma pequena explicação a respeito...

Um crime, conforme a conduta do agente que o comete, pode ser culposo ou doloso.

Será culposo quando o agente lhe der causa por ter agido com negligência, imprudência ou imperícia.

E será doloso em duas situações... A primeira, o chamado dolo direto, quando há a intenção de causar aquele resultado, e, a segunda, o dolo eventual, quando o agente assume o risco de o produzir.

Assim, têm entendido nossas autoridades que quem dirige embriagado, ou em alta velocidade, ou participe de "racha" etc, se dá causa a um acidente com alguma vítima faltal, deve, sim, responder por homicídio doloso, mas não porque, como muitos jornalistas equivocadamente vêm dizendo, tenha tido a intenção de matar, o dolo direto, mas por ter assumido esse risco, por ter agido, portanto, com dolo eventual.



That´s it, my friends!

Gugu Keller

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A Mais Lídima

Se, como diz a célebre frase, "a justiça tarda mas não falha", então tardar não é uma falha? O que pensarão a respeito, por exemplo, os milhares de idosos que têm seus direitos previdenciários negados pelo estado e que, ao buscá-los no judiciário, vêem suas demandas levarem dez, quinze anos, fazendo com que boa parte deles morram antes de obter qualquer resultado?


Gugu Keller

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Os Eus De Todos Nós

Dentro de cada um há muitos antônimos estranha mas perfeitamente compatíveis.

Gugu Keller

domingo, 31 de julho de 2011

sábado, 30 de julho de 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

quinta-feira, 28 de julho de 2011

segunda-feira, 25 de julho de 2011

R.I.P., Amy!

Quando, entre os 16 e os 19 anos de idade, era um roqueiro rebelde e drogado, eu também, decerto inspirado pelas histórias de Jones, Morrison, Hendrix e Joplin, e, sobretudo, pelo mítico fusca na capa do Abbey Road, pensava em talvez morrer aos 27. Hoje, aos 46, introspectivo, pacato e centrado, nostalgicamente ainda penso.


Gugu Keller

sábado, 23 de julho de 2011

Choice

Você pode viver a sua vida. Ou, como, confesso, não raro tenho feito, ficar a contemplá-la à distância.


Gugu Keller

sexta-feira, 22 de julho de 2011

quinta-feira, 21 de julho de 2011

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Mico

Ontem uma pessoa a quem amo muito perdeu seu gato de estimação, Mico, possivelmente envenado. Presto aqui uma breve homenagem nesta referência a respeito porque, como bem sabem os que a este espaço costumam vir, a morte de um animal é para mim algo tão triste e pesaroso quanto é a de um ser humano, e haverá um dia, com afinco creio, em que matar um bicho será um crime tão grave quanto o homicídio. Força, querida! Certamente ele viveu uma vida muito feliz sob os teus doces cuidados...!


Gugu Keller

terça-feira, 19 de julho de 2011

segunda-feira, 18 de julho de 2011

O Escritor & O Escrever

Não, eu não escrevo. Há, isso sim, um algo inominável que, insaciavelmente, através de mim o faz.

Gugu Keller

domingo, 17 de julho de 2011

sábado, 16 de julho de 2011

sexta-feira, 15 de julho de 2011

quinta-feira, 14 de julho de 2011

domingo, 10 de julho de 2011

Auto-referentes

Seja através do assunto que for, mesmo sem o percebermos, o tempo todo só falamos de nós mesmos.

Gugu Keller

sábado, 9 de julho de 2011

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Sodoma Geisers Blues

Eu quero um rosto e todo o resto
Um riso e todo o rito
Um rasgo, o roto rastro, o reto e o risco

Gugu Keller

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Amarras do Medo

Morrer é privilégio de poucos. A gigantesca maioria sequer conhece a vida.

Gugu Keller

terça-feira, 5 de julho de 2011

Como Seria Bom...

Como seria bom, qualquer noite dessas, de preferência sem camisa para dar uma sensação de peito aberto, gritar com toda a voz o nome dela pela janela do meu quarto... Mas não gritar uma vez só... Gritar várias, muitas, inúmeras, incontáveis vezes... Gritar sem parar, alto, alto, alto, gritar, gritar... Tirar o máximo do que puderem minhas cordas vocais... Gritar com voz, saliva, suor, músculos e lágrimas... Ah, como seria bom... Gritar por minutos, horas, toda a noite... Gritar, gritar, gritar... Só o nome dela... Várias vezes, e de novo, e de novo, e de novo, e de novo... Os vizinhos? Ah, os vizinhos... Sendo de origem estrangeira, pouco comum entre nós, decerto muitos sequer imaginariam tratar-se aquela palavra por mim tão gritada de um nome de mulher... Não, não o saberiam... E eu gritaria, gritaria e gritaria... Mais e mais e mais sem parar... E logo tocaria o interfone do meu apartamento... E eu, sem camisa à janela a gritar... E chamariam o síndico, esmurrariam a porta, tentariam o telefone, e eu gritando, gritando, gritando, e afinal chamariam a polícia, já que a noite avança e eu gritando... Minha voz até já dá sinais de fraquejar, mas eu tiro forças nem sei de onde e continuo em meus gritos... Meus berros, meus urros, meu som... O nome dela, o nome dela, o nome dela, ela, ela, ela, ela, e de novo, e de novo, e para sempre... A certa altura, afinal, poriam de algum modo a porta abaixo, e entrariam os guardas, revólveres, algemas, lanternas... E eu lá, na janela, gritando, gritando, gritando, sempre aquela mesma palavra, a única de que para mim sobrou ainda algum sentido... Senhor, o que está acontecendo...? E eu apenas gritando o nome dela... Veriam, é claro, então, que o caso não é polícia, mas de hospício... Um chamado pelo rádio e aí vêm eles, além de alguns parentes meus... Já não grito da janela, tiraram-me de lá, mas ainda grito... Tentam me conter, mas eu grito, grito, grito, grito o nome dela... Até que, madrugada já, os enfemeiros, a camisa de força, a injeção... E lá vou eu... Maca, ambulância, ambulatório, psiquiatria, cama... Ah, como seria bom... Enfim estou quieto... Durmo e sonho com meu amor... Meu único e grande amor... Minha voz se foi toda, a garganta desmancha-se em sangue, mas meu coração - ah, meu coração! - hoje enfim mais em paz do que nunca... Ah, como seria bom... Gritar...


Gugu Keller

segunda-feira, 4 de julho de 2011

domingo, 3 de julho de 2011

sábado, 2 de julho de 2011

sexta-feira, 1 de julho de 2011

quarta-feira, 29 de junho de 2011

terça-feira, 28 de junho de 2011

1888

Com alegria comemora-se o 13 de maio como a data em que foi abolida a escravidão em nosso país. Discordo. Olhando ao redor, tendo, com tristeza, a crer que foi apenas, isso sim, quando ela deixou de ser oficial, assumida, passando, desde então, a ser camuflada, dissimulada, velada, travestida.


Gugu Keller

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Avenida Paulista

E minha vida terá sido uma parada gay
A esbravejar o quanto eu a ela amei

Gugu Keller

domingo, 26 de junho de 2011

sábado, 25 de junho de 2011

sexta-feira, 24 de junho de 2011

quinta-feira, 23 de junho de 2011

quarta-feira, 22 de junho de 2011

terça-feira, 21 de junho de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

domingo, 19 de junho de 2011

Bed-in

Gosto tanto de dormir que costumo dizer que as duas coisas mais prazerosas da vida são justamente as que costumamos fazer na cama.


Gugu Keller

sábado, 18 de junho de 2011

Why...?

Se dente em inglês é tooth, no plural teeth, por que será que dentista é dentist?

Gugu Keller

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Wedding Blues

É claro que sou a favor de que os casais homossexuais tenham os mesmos direitos civis dos heterossexuais. Quando, contudo, perguntam-se aprovo o casamento entre eles respondo que não, na medida em que tampouco aprovo o que ocorre entre estes últimos. É. Vejo a instituição do casamento com algo desprovido de sentido. O relacionamento entre duas pessoas, seja em que nível for, e sejam elas do mesmo sexo ou de sexos diversos, deve, creio, ser vivido e gerido apenas por elas próprias. Não vejo razão para que o estado o aprove, oficialize ou regulamente, ou aprove, oficialize ou regulamente o seu fim. Aposto minhas fichas em que um dia assim será.


Gugu Keller

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Marcha À Ré

Parece-me nítido que grande parte dos políticos brasileiros têm uma concepção "em marcha à ré" da nossa realidade, já que, em muitos dos seus pronunciamentos relativos a questões como saúde, educação, segurança pública etc, vemo-os empolgadamente enfatizar que é preciso que "continuemos avançando"...!!! Que continuemos avançando??? Como pode???


Gugu Keller

quarta-feira, 15 de junho de 2011

terça-feira, 14 de junho de 2011

Pedido

Que, até que eu parta

O meu perene parto de palavras

Possa a paz que pensa e passa

A prantoácida pomada na porrada


Gugu Keller

segunda-feira, 13 de junho de 2011

domingo, 12 de junho de 2011

Turismo Sexual

Quando assisto a matérias televisivas sobre a questão do chamado turismo sexual no Brasil, na região nordeste principalmente, acho interessante observar como as autoridades parecem sempre muito mais preocupadas em reprimir os clientes e os cafetões do que em buscar soluções para os tão óbvios problemas sociais que literalmente empurram a infância e a adolescência do nosso país para esse tipo de submundo.


Gugu Keller

sábado, 11 de junho de 2011

$

Por mais que o capitalismo seja algo odioso, não há como negar que, tristemente, do ponto de vista pessoal, sem dinheiro não temos liberdade!


Gugu Keller

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Protofantasia

No sem sentido deste estupro consentido
Viola a vida o véuleo hímen da razão

Gugu Keller

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Coqueiro

No gancho da alusão que no post de ontem fiz à "Aquarela do Brasil", sempre que a ouço fico pensando... Com o devido respeito ao grande Ary Barroso, o que lhe terá passado pela cabeça para, numa obra desse vulto, hoje universalmente reconhecida como um autêntico símbolo do Brasil, incluir o verso "esse coqueiro que dá coco"??? Juro que não consigo me conformar com isso...!


Gugu Keller

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Marcha Pela Coerência

Tendo assistido ontem ao excelente documentário protagonizado pelo ex-presidente FHC, "Quebrando o Tabu", que a todos recomendo, onde se defende, com argumentos ao menos para mim tão óbvios quanto irrefutáveis, a descriminalização da maconha, fiquei depois pensando... Por que será que a justiça paulista, que há duas semanas vetou a realização da "marcha da maconha" por a considerar uma apologia ao crime, não proibiu, pelo mesmo motivo, a exibição do filme? Estranho isso, não? Não terá o ministério público com o mesmo embasamento o pleiteado? Chega a ser quase que misterioso, não acham? Proponho, então, e convido aos que, como eu, sentem-se indignados com esse autêntico "samba do crioulo doido" a participar, a "marcha da coerência"! Sim, isso mesmo! Marchemos ruas afora para cobrar de nossas autoridades, mesmo quando de suas prerrogativas claramente elas abusam, ao menos uma atitude minimamente coerente em suas ações! Ou será que nos querem "fundir" a cabeça?

Gugu Keller

domingo, 5 de junho de 2011

Gallows Pole

A vida é um cadafalso falso, onde um passo em falso é fácil e sempre fato.

Gugu Keller

Seguir Viagem

Como já disse aqui, nada tendo contra quem o faz, não sou muito de postar letras ou versos ou pensamentos alheios no meu blog. Contudo, como igualmente aqui já disse, há momentos em que uma determinada música diz tanto sobre como nos sentimos que, quem é blogueiro o sabe, simplesmente não dá para resistir. Esta música abaixo dos Engenheiros do Hawaii é, hoje ao menos, literalmente a minha cara...


SEGUIR VIAGEM (Humberto Gessinger)


Seguir viagem, tirar os pés do chão

Viver à margem, correr na contramão

A tua imagem e perfeição

Segue comigo e me dá a direção


Se dizem que é impossível

Eu digo "É necessário!"

Se dizem que estou louco

Fazendo tudo ao contrário

Eu digo que é preciso

Eu preciso, é necessário


Seguir viagem, tirar os pés da terra firme

Seguir viagem...


Seguir viagem, tirar os pés do chão

Outros ares, sete mares, voar, mergulhar

O que nos dá coragem não é o mar, nem o abismo

É a margem, o limite e sua negação


Se dizem que é impossível

Eu digo "É necessário!"

Se dizem que é loucura

Eu provo o contrário

E digo que é preciso

Eu preciso, é necessário


Seguir viagem, tirar os pés da terra firme

E seguir viagem...

sábado, 4 de junho de 2011

Dica

Se você é do tipo que permite que fantasmas do passado fiquem te assombrando o tempo todo, observe que a palavra "adeus" é um anagrama de "saúde"!


Gugu Keller

quinta-feira, 2 de junho de 2011

terça-feira, 31 de maio de 2011

Bravo!!!

Tiro meu chapéu para o ex-presidente FHC, a quem muitas vezes critiquei, por sua atual cruzada pela descriminalização da maconha. Bravo!!!


Gugu Keller

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Ai de Vós, Hipócritas!!!

Não é interessante que, num mundo onde as religiões são tão presentes, influentes e poderosas, haja tanto ódio, tanta intolerância, tanta indiferença, tanto desrespeito, tanta violência, tanta tortura, tanta fome, tanta exploração dos mais fracos, tanta covardia, tanto preconceito, tanta ganância, tanta injustiça, tanta falsidade, tanta desunião e, acima de tudo, e talvez resumindo a tudo, tanto desamor entre os homens? O que pensará deus, se é que ele existe, não creio, disso tudo?


Gugu Keller

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Desejo Sincero

Desejo sinceramente que a excelentíssima senhora vereadora Silvia Fernandes de Almeida, da cidade mineira de São João Del Rei, que recentemente propôs uma lei segundo a qual todos os animais abandonados deveriam ser abatidos, venha a contrair uma moléstia grave e incurável, que lhe cause uma morte tão lenta e dolorosa quanto possível.


Gugu Keller

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Ainda...

Ainda na esteira da fala da professora Amanda, os amigos já repararam que as pessoas políticas brasileiras, estados, município e união, nunca dispõem de verba suficiente para reajustar os salários de professores, policiais e outros serventuários naquilo que lhes seria legal e até constitucionalmente devido ao mesmo tempo em que ela jamais falta quando se trata dos direitos salariais de juízes, desembargadores, promotores de justiça, deputados, senadores, vereadores, ministros, secretários de estado etc, sempre cumpridos até o último centavo? Misterioso, não?


Gugu Keller

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Amando Amanda

Como decerto muitas pessoas país afora, estou apaixonado pela professora potiguar Amanda Gurgel, cujo recente discurso na assembléia legislativa de seu estado tão brilhantemente estapeou a cara da hipocrisia institucional que tanto nos tem assolado através dos tempos, a ponto de, sobretudo através da internet, ela ter rápida e merecidamente se tornado uma espécie de novo ícone nacional no que se refere a denunciar a triste realidade do nosso agonizante sistema educacional.

Mas há, contudo, ao menos a meu modesto ver, algo extremamente irônico neste episódio... É que, se a professora Amanda foi, como todos vimos, simplesmente perfeita em sua breve fala, demonstrando uma clareza, uma coragem e um carisma invejáveis, ao mesmo tempo ela não disse nada de novo! Todos os que temos um mínimo de discernimento estamos cansados de conhecer a realidade que ela ali denunciou! Ou os amigos acham que, por exemplo, aquelas autoridades a quem ela tão contundentemente se dirigia já não sabiam dos absurdos que com tanta firmeza e energia lá lhes foram retratados?

Ficam então duas perguntas... Era preciso aparecer uma figura apaixonante como a da professora Amanda para que nós, e, principalmente, aqueles que nos representam, tivéssemos a oportunidade de refletir com um mínimo de seriedade a respeito dessa degradante situação? E, o mais importante, será que algo vai mudar na educação que é oferecida aos jovens brasileiros que dependem do ensino público a partir de agora? Podem me chamar de pessimista, mas tenho uma deprimente convicção de que a resposta para ambas é um sonoro "não"!


Gugu Keller

terça-feira, 24 de maio de 2011

Eu, Brasileiro

Com meu silêncio alienado
E coração tão corrompido
Eu avalizo envergonhado
Este holocausto travestido

Gugu Keller

segunda-feira, 23 de maio de 2011

O Que Vem Antes?

O preconceito está para a ignorância assim como o ovo está para a galinha.

Gugu Keller

domingo, 22 de maio de 2011

sábado, 21 de maio de 2011

Kit Gay

As grotescas reações que temos visto país afora acerca da proposta do ministério da educação de distribuir nas escolas públicas um vídeo e uma cartilha com esclarecimentos relativos à questão da homossexualidade deixam absolutamente evidente o quanto ainda é gigantesco o triste preconceito que impera entre nós.


Gugu Keller

Marcha Contra a Burrice e a Incoerência

Se as autoridades que proibiram a Marcha da Maconha aqui em São Paulo o fizeram por entender que defender a legalização dessa droga constitui uma apologia ao seu consumo, o que hoje é crime, por que será que não proibem de se manifestar os não poucos que por toda parte defendem a pena de morte no Brasil? Afinal, por esse mesmo raciocínio torto, tal será então uma apologia ao homicídio, um crime ainda mais grave, não é mesmo?


Gugu Keller

sexta-feira, 20 de maio de 2011

quinta-feira, 19 de maio de 2011

quarta-feira, 18 de maio de 2011

terça-feira, 17 de maio de 2011

Seco

Apenas porque já não tenho lágrimas não pensem que parei de chorar!

Gugu Keller

segunda-feira, 16 de maio de 2011

domingo, 15 de maio de 2011

Tendência

Claramente, parece-me, a tendência entre as organizações como a Al-Qaeda, ou, entre nós, o PCC e o CV, é a proliferação através de franquias.


Gugu Keller

sexta-feira, 13 de maio de 2011

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Aniversário

Que nesta minha nova idade, 46, eu ame e o expresse ainda mais desesperadamente e, sobretudo, acelere fundo nesta minha sempre insana e suicida contramão!


Gugu Keller

terça-feira, 10 de maio de 2011

sábado, 7 de maio de 2011

Vida & Psicoterapia

Mesmo que ela disso seja a conseqüência, que a morte apenas não me venha antes de eu chegar ao âmago da minha verdade...!

Gugu Keller

sexta-feira, 6 de maio de 2011

quarta-feira, 4 de maio de 2011

terça-feira, 3 de maio de 2011

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Osbama

Tomara tanto quanto as organizações terroristas assumidas, que ao menos assumidas são, fossem combatidas as que de modo grotesco se travestem de estados democráticos de direito, infinitamente mais nocivas...

Gugu Keller

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Sim

Passado o casamento real, voltemos à vida real, ao mundo real, a toda esta nossa realidade tão distante de qualquer realeza...!

Gugu Keller

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Cicatrizes

Analisando nossos medos, dores e frustações, invariavelmente nos impressionamos com o quanto ainda é ontem...!

Gugu Keller

quarta-feira, 27 de abril de 2011

terça-feira, 26 de abril de 2011

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Solidão Urbana

Ainda que sem nome, por favor, um corpo, ou, mesmo que sem rosto, ao menos, uma voz...!

Gugu Keller

domingo, 24 de abril de 2011

sábado, 23 de abril de 2011

Ahead

Ter coragem não é não ter medo, mas seguir em frente apesar dele.

Gugu Keller

sexta-feira, 22 de abril de 2011

quinta-feira, 21 de abril de 2011